Monthly Archives: março 2017

DIA DA POESIA TERÁ PROGRAMAÇÃO DA SECRETARIA DE CULTURA DE 10 A 16 DE MARÇO

oficinaPara celebrar o tradicional Dia da Poesia, a Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult/Funcarte), elaborou vasta programação contemplando diversas frentes culturais, conceitos e atividades já a partir do dia 10 (sexta-feira), passando pela celebração do 14 de Março e encerrando no dia 16.

O Mercado de Petrópolis foi o local escolhido para a primeira ação poética nesta sexta-feira (10). A partir das 17h, ocorrem as apresentações de poesias orais de ilustres poetas convidados, Mocinha de Passira (PE), Minervina Ferreira (PB), e os potiguares Xexéu, Paulo Varela e Amâncio Sobrinho (com violão) e Manoel Fernandes de Souza Júnior.

Aos 70 anos, repentista e grande poeta popular, Mocinha de Passira é Patrimônio Vivo de Pernambuco, ao lado de Lula Gonzaga e do Cariri Olindense. Batizada Maria Alexandrina da Silva, é uma das poucas mulheres repentistas do País. Quando ainda não se falava em “empoderamento” feminino, Mocinha saiu de casa aos 16 anos para viver exclusivamente da poesia do repente. “Eles me aceitaram por que eu fazia repente, dando cipoada de todo tamanho”, conta. Além de voz feminina da poesia popular, é um nome importante na preservação da cultura da viola em seu estado. “A minha vida inteira só foi isso. Nunca trabalhei em nada de carteira assinada”, contou em recente entrevista no JC.

Parceira de duelo, a cantadora paraibana Minervina Ferreira também é um nome conhecido por galgar o mesmo caminho da repentista pernambucana. Lançaram disco juntas ontem travam repentes com temáticas femininas, abordando o cotidiano e as transformações do mundo através do olhar das mulheres.

Ainda na programação da sexta-feira, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), em Nordelândia, acontece a Oficina de Poesia para adolescentes, ministrada pela poeta e escritora Regina Azevedo, das  14h às 16h.

 

MOCINHA de passira poeta e violeira

Mocinha de Passira

Intervenção visual colaborativa, Tapete Poético será pintado no pátio da Funcarte

E para o 14 de Março, a Prefeitura do Natal elaborou uma programação diferenciada ao lado de artistas e colaboradores da Secretaria de Cultura. Trata-se da Ação Poética “Lugar de Poesia é na calçada”. Como cantava Sérgio Sampaio na música ‘Cada Lugar na Sua Coisa’,  o “lugar de poesia é na calçada..”.

O pátio da Secult será forrado com versos e poemas completos de autores potiguares. É uma proposta de intervenção visual, que busca trazer a poesia para a rua, a calçada. É um projeto colaborativo”, comentou a escritora e poeta Regina Azevedo.

Quem quiser participar deverá levar seu pincel – espessura mínima de dois dedos – e também a tinta para pintar num espaço destinado. Lá poderá deixar seus poemas, citações ou frases. Na atividade, também estarão sendo disponibilizados pincéis e tintas para quem não conseguir levar seus itens.

Neste mesmo histórico dia 14 de Março, haverá também Ação Poética com performance do artista Josean no Memorial Natal, a partir das 15h30.

Todas as programações da Secretaria de Cultura são gratuitas.

 

Lançamento de “Pirueta”

Fechando a programação da Semana da Poesia em alto estilo, a Prefeitura do Natal, promove no dia 16 de março o lançamento de “Pirueta”, obra da escritora Regina Azevedo, na galeria Newton Navarro, sede da Secult.

“Pirueta” é o terceiro livro de Regina Azevedo e reúne poemas que dialogam sobre o amor visto de diversas maneiras. Mais que uma antologia de poemas de amor, o livro é sobre uma fase difícil e bonita, que, de acordo com um dos versos, é sobre aprender a “dizer amor quem diz festa”, mas também sobre ler o mundo, autoconhecimento e perda.

Pirueta tem edição de 80 páginas através do selo DoBurro (SP), duas opções de capa (uma laranja, outra roxa) e pode ser adquirido ao preço de R$ 30 cada ou R$ 50 os dois juntos no dia do lançamento. O coquetel de lançamento começa às 19h.

 

Pirueta pela própria autora

“O Pirueta é o registro do amor chegando até mim com uma máscara de estripulia. Danadice, perigo, coragem, como queiram chamar. Foi uma fase difícil. Término de um namoro, a morte da minha avó, muitos amigos partindo… Os poemas acabam viajando junto nesse processo de vazio, que também é de preenchimento. O livro é sobre amar dançando e caindo: no ponto mais bonito da pirueta e também na queda.”

 

Sobre Regina Azevedo

Regina Azevedo é uma poeta potiguar, nascida no ano de 2000, em Natal. É autora dos livros “Das vezes que morri em você” (2013) e “Por isso eu amo em azul intenso” (2015), pela editora Jovens Escribas.

Ela é estudante de Multimídia no IFRN, criadora do Sarau Iapois, Poesia! e escreve para sites como o O Chaplin e Apartamento 702. Seus poemas figuram em museus, filmes, camisetas, antologias e revistas pelo país.