FUNCARTE LANÇA CINCO MINUTAS DE EDITAIS PARA CONSULTA PÚBLICA

expografite-wr

 

A Prefeitura do Natal, através da Fundação Cultural Capitania das Artes, publicou esta semana para consulta pública as minutas de cinco editais para os setores do Audiovisual, Festejos Juninos, Festividades e Expressões Religiosas, Ocupação das Galerias de Arte e “Artes e Ofícios: Brasil Original”, voltado para o artesanato.

As minutas ficarão para consulta pública de cada segmento no site da Prefeitura do Natal www.natal.rn.gov.br e as sugestões dos devem ser encaminhadas para cada responsável pelo setor para a elaboração do texto final do edital.

Sobre cada edital

Artesanato:
“Artes e Ofícios: Brasil Original” voltado para o setor de produtos artesanais. A minuta publicada trata da regulamentação do processo de habilitação e participação de Artesãos, Empreendedores Individuais e Cooperativas de Artesanato, que desejam participar do Projeto Artes e Ofícios: Brasil Original.

O projeto Artes e Ofícios: Brasil Original tem por objetivo dotar a cidade do Natal de um espaço para comercialização de produtos artesanais de qualidade e padrão competitivo no mercado até o dia 31 de julho de 2014. Permitir a promoção dos produtos artesanais em condições de alto valor agregado, reforçando o caráter simbólico e de identidade cultural e mercadológica dos mesmos. E ainda desenvolver a comercialização de produtos artesanais, orientar a gestão, produção e comercialização dos mesmos.

Ocupação das galerias
A minuta do edital trata da ocupação das galerias Newton Navarro (na Funcarte), Abraham Palatinik (Mercado Municipal de Petrópolis) e Galeria Chico Santeiro, no Museu Popular Djalma Maranhão.
O objetivo do edital é fomentar, promover e difundir a produção de artística, a reflexão e o intercâmbio de ideias no campo das artes visuais, contribuindo, como resultado esperado, para a formação de público e a construção da história da arte mais recente e a valoração da arte no país.

Audiovisual
A minuta do edital do II Cine Natal para consulta pública do segmento audiovisual tem por objetivo fortalecer a cadeia produtiva do audiovisual potiguar através do fomento à produção, intercâmbio e difusão, exibição, reflexão, formação, e apoio a festivais independentes, contribuindo assim com o desenvolvimento da cultura local.

Festejos Juninos
A minuta do edital Festejos Juninos 2014 e também o regulamento de processo de inscrição e seleção de projetos relacionados a esta tradição cultural.
O Edital Festejos Juninos 2014 tem por objetivo fomentar e difundir as tradições culturais voltadas para os festejos juninos da cidade do Natal e Região Metropolitana.

Festividades e Expressões Religiosas 2014
A minuta do edital Festividades e Expressões Religiosas atende aos anseios da população da Cidade do Natal detentora de práticas e atos de adoração e crenças voltadas para a cultura religiosa, expressas nas manifestações culturais e artísticas existentes na cidade. O Edital é inédito e atende as inúmeras solicitações dos segmentos artísticos e religiosos.

Para entrevistas sobre cada minuta lançada:

Flávio Freitas (ocupação das galerias) 9984 – 4223
Odinelha Targino (artesenato): 9927-5900
Josenilton Tavares (expressões religiosas e festejos juninos): 9913-5798
Alessandra Pereira (audiovisual): 8881-5915

 

2 Comments:

  1. Abrir chamadas públicas para a apresentação de propostas dos segmentos artísticos é um caminho em consolidação com as leis mais recentes adotadas pelo setor cultural. No entanto, exigir na inscrição de propostas uma série de itens que em geral, na maioria dos editais, são objetos apenas da contratação, ainda é algo passível de ser reavaliado pelas comissões que tratam da elaboração destes documentos. Podem ver! Em praticamente todos os editais, basicamente são exigidos na ato da inscrição apenas o material que comprova a capacidade artística do proponente em realizar o que se propõe. Agora, caso seja escolhido para realizar o trabalho, terá que apresentar toda a documentação exigida, como certidões negativas, comprovantes de conta bancária etc. Acho um despropósito pedir essas coisas nessa fase de inscrição.

    • Olá, José!
      Em primeiro lugar obrigada por participar do nosso blog e achamos pertinentes suas colocações. No entanto, na prática, no que você diz referente às parcerias com o poder público, uma série de orientações jurídicas são levadas em conta devido ás exigências de leis constitucionais e municipais que poderão impedir o repasse dos recursos a qualquer cidadão que seja selecionado num edital. Ou seja: Nós já fazemos a triagem no início evitando que existam selecionados impedidos de receber futuramente os recursos. Isto não anula o fato de pensarmos em soluções para DESBUROCRATIZAR e facilitar o acesso aos nossos editais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *