NESTA QUARTA TEM SOPRANOS LATINAS NO TEATRO RIACHUELO COM INCENTIVO DA LEI DJALMA MARANHÃO

Elizabeth Rodriguez-Berrios

A quarta-feira será de muito canto lírico e música clássica no Teatro Riachuelo. E a Prefeitura do Natal está presente no projeto Quartas Clássicas através da Lei Djalma Maranhão. Com entrada gratuita, o projeto é um dos contemplados pela Programa Municipal que possibilita renúncia fiscal para empresas investirem em cultura.

Três sopranos latinas são as convidadas para o concerto que começa ás 20h. A porto-riquenha Elizabeth Rodriguez Berrios e as mexicanas Andrea Cortés Moreno e Liliana Del Conde atuarão como solistas junto à Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte (OSRN), regida pelo maestro Linus Lerner.

O concerto terá repertório diversificado, incluindo peças renomadas, como Em mi viejo San Juan, de Noel Estrada, Cuando vuelva a tu lado, de María Grever, Habanera (Ópera Carmen), de Georges Bizet, Nessun dorma, de Giocachino Puccini, Sempre Libera (Ópera La Traviata), de Giuseppe Verdi.

A soprano Elizabeth Rodriguez Berrios tem vasta experiência como solista. Entre suas atuações, está na opereta La Leyenda del Beso, realizado no Centro de Bellas Artes de Porto Rico, e Orquestra Mexiquenses, com a encenação da Ópera Salsipuedes Daniel Catan. Atualmente integra a Escola Superior de Música do Conservatório de seu país natal.

Já a solista Andrea Cortés Moreno se formou com honras no Conservatório Nacional de Músico do México. Sua estreia na música clássica aconteceu na Orquestra Sinfônica do Sul do Arizona, em 2015, nos Estados Unidos. Sua programação futura inclui participação na Gala de Ópera no Brasil 2017.

A cantora Liliana Del Conde ingressou na música aos nove anos de idade como parte do grupo musical Calamity, cantando em programas de rádio e televisão. Graduada pela Escola Superior de Artes de Yucatán, no México, Del Conde já participou de recitais na Alemanha, Portugal, França e México, ambos de música clássica e música popular mexicana. Também participa de inúmeros concertos, festivais e óperas, sob a batuta de renomados maestros, como Werner Seiss e Thomas Körner. Tem quatro produções musicais e um destes discos tem suas próprias composições.

 

Andrea Cortés Moreno

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *