Resultado da Análise Artística: Oficinas de Teatro e Circulação

PORTARIA 181-2019 – Ata da Comissão de Análise Artística OFICINAS TEATRO

PORTARIA 182-2019 – Ata da Comissão de Análise Artística CIRCULAÇÃO TEATRO

 

PREFEITURA DO NATAL DIVULGA RESULTADO DAS SELEÇÕES PÚBLICAS PARA CIRCULAÇÃO DE ESPETÁCULOS E OFICINAS DE FORMAÇÃO

 

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult/Funcarte) publica na edição de hoje do Diário Oficial do Município (DOM), os resultados de duas seleções públicas voltadas para o segmento teatral da cidade nas áreas de Circulação de Espetáculos e de Oficinas para Formação e Pesquisa. Os resultados estão disponíveis no site www.natal.rn.gov.br e também no Blog da Funcarte www.blogdafuncarte.com.br

A análise artística da Seleção Pública nº 029/2019 para apoiar financeiramente a circulação de espetáculos teatrais na cidade de Natal recebeu o nome de um ícone do teatro potiguar, Lenício Queiroga. Ao todo, 15 projetos foram analisados e seis deles (de acordo com a pontuação) foram selecionados.  Os espetáculos “Abrazo”, do Grupo Teatral Clowns de Shakespeare, “O Bizarro Sonho de Steven”, do Grupo Facetas, “Pelo Pescoço”, de Daniel Torres, “Maré”, de Klécio Arthur de Moura, “Querendo”, de Thazio Silva Bezerra de Menezes e “Provisório”, de Valéria Chaves Medeiros.

Já o edital “João Maria Pinheiro” contemplou a realização de “Oficinas para Formação e Pesquisa em Teatro” onde também foram selecionados seis projetos dos 14 inscritos. Ateliê de direção Teatral, de Diogo de Oliveira Spinelli, Teatro de Fantoche, de Vera Lúcia Nello, Oficina Faz de Conta, de Camille Carvalho Bezerra, Teatro Performático: do Mito ao Rito, de Elze Maria de Oliveira, Oficina de Teatro Para Criança, de Camila Natasha do Nascimento e Ações Performativas na Dança, de Roseane Ferreira de Oliveira Albuquerque.

Trata-se de duas seleções públicas voltadas para circulação de espetáculos e formação, dentro do estabelecido no Plano Municipal de Cultura. Tudo discutido com a classe artística previamente. Os editais permitem que cada vez mais pessoas tenham acesso a espetáculos de qualidade e que as companhias e proponentes através de oficinas possam compartilhar seus conhecimentos”, avalia Dácio Galvão, Secretário de Cultura de Natal.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *