SUGESTÕES E PROPOSTAS DOS ENCONTROS PRESENCIAIS DO PLANO MUNICIPAL DE CULTURA (ZONA LESTE)

Seguem abaixo as propostas e sugestões do encontro presencial no IFRN da Cidade Alta,  que ocorreu neste dia 14 de outubro as 19h00 para debater a elaboração do Plano Municipal de Cultura.

  1. “Criação de um Conselho Gestor do Centro Histórico, criar estratégia de ocupação do Centro da Cidade (Centro Histórico) (Adler Sidney Barros – adllerbarros@gmail.com) ”.
  2. “Inserção no calendário cultural do Município, o Dia Nacional da Consciência Negra, na Praça dos Escravos, na Igreja do Rosário dos Pretos, com a realização de um grande evento cultural envolvendo as comunidades de matrizes africanas do Município (Adler Sidney Barros – adllerbarros@gmail.com)” .
  3. “Desenvolver um olhar mais cuidadoso com as manifestações populares existentes, tais como: Coco, Capoeira, Boi de Reis.. criar um fórum permanente de discussão do Plano Municipal de Cultura para seu melhor funcionamento (Diego Ventura – diegoventura_ator@hotmail.com)”.
  4. “Exigir que todos os impostos inerentes a aplicação em projetos culturais sejam obrigatoriamente repassados e integralmente para ações projetadas pelos grupos culturais (Jackson Garrido de Lima – (j.garridogastronomia@com.br)”.
  5. “Utilização e revitalização dos espaços públicos de toda a região com a realização de atividades culturais que envolvam a comunidade, revitalização da parte histórica do Centro da Cidade e da Ribeira, possibilitando e viabilizando as expressões artísticas de toda a cidade. Fomento a criação e manutenção de espaços culturais que valorizem e divulguem à cultura local e que enriqueça a comunidade (Ana Paula da Silva – anapaula.imprensa@hotmail.com )”.
  6. “Promover a diversidade com a inclusão da cultura LGBT (Heridelso Medeiros – heridelso@gmail.com)”.
  7. “Maior propaganda, divulgação das ações realizadas e das que estejam por serem realizadas. Realizar inventário artístico-cultural da Zona Leste. Mostrar interesse nos projetos (Marcelo de F. Cardoso – marcelothcman@hotmail.com )”.

 

 

 

DEBATES:

  • Foi discutido o papel das empresas na utilização dos incentivos fiscais.

  • A necessidade da participação no processo de monitoramento da execução das ações, para que os instrumentos sejam de fato representativos.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *